sexta-feira, 2 de setembro de 2011

A Grande Depressão


Em 1929, o crack da Bolsa de NY fez um rombo na economia americana digno de Bin Laden. Este periodo histórico ficou conhecido como a Grande Depressão - e seu efeito durou muitos anos e se espalhou pelo mundo inteiro (só acabou, e até gerou, com a 2ª Grande Guerra).

Esta Grande Depressão foi ECONÔMICA. E o mais engraçado é que a minha grande depressão atual tem o mesmo motivo.

Estamos em 2011. A década de 30 é algo inimaginável pra toda esta geração que xinga-muito-no-Twitter. Gente que eu me incluo. Gente que faz parte de um bando de loucos? Não, um bando de OTÁRIOS.

O bando de loucos tá dando uma surra em todos nós. E a gente não faz PORRA NENHUMA pra mudar esta situação.


Foto: Terra

Quer dizer, eu vou fazer alguma coisa: domingo vai ser meu último jogo nas cadeiras do Olímpico. Foi uma decisão difícil, e muito triste. Passei dias pensando nisso, e não volto atrás. A partir de domingo, eu vou fazer parte dos mais de 7 milhões de gremistas que não dá UM ÚNICO TOSTÃO para o seu time do coração. Isso quer dizer que eu estou falido? Que a depressão econômica atingiu o meu bolso? Não, amigos. Isso quer dizer que eu to deixando de ser otário.

Todos os meses cerca de 140 reais saem do meu bolso para os cofres do clube. Um clube que se vendeu pro sistema do "a banca paga e leva".

É escandaloso ver que CBF e Globo definem os rumos dos campeonatos - seja através de pressão econômica ou política - e até de comentários isentos da imprensa esportiva. O jogo é de cartas marcadas, a banca ganha SEMPRE. A probabilidade de um campeonato sério e justo é mínima. E tudo isso tem o aval de figuras ímpares, como Koff, Odone e grande elenco.

Então queridos, atenção: o meu dinheiro vocês não levam mais. E sem o chororô de "nós vamos juntos mudar a situação". NINGUÉM QUER MUDAR PORRA NENHUMA. E ontem vocês dexaram isso bem claro pra mim.

Sou crítico? Acido? Exagerado? Não, abri os olhos. E a gota final de cafeína que me acordou foi a votação do Conselho Deliberativo ontem.

Temos mais de 300 conselheiros (alguém, por favor, confirme). Pouco mais de 160 participaram de uma das reuniões mais importantes do ano. O resto, SE OMITIU. Ficou com medo de extirpar um câncer da história tricolor. Uma pessoa que ROUBOU, foi CONDENADA pela justiça, mas, graças a inoperância do sistema judiciário brasileiro e hábeis manobras de advogados cheios de escrúpulos, teve seu CRIME prescrito e ficou livre, lépido e faceiro.

Ontem, 101 conselheiros votaram pelo continuismo da roubalheira. Deram um recado claro a todos os sócios de que o nosso dinheiro para no bolso deles, independente de qual deles ocupar o trono.

Eu não sei se os outros 60 mil sócios receberam o recado. Eu recebi. Vou ser menos gremista por causa disso? Duvido muito. Acho difícil que alguém consiga medir qualquer tipo de paixão, ainda mais uma futebolística.

Só sei que eu acordei.

Por isso, gente amiga, a partir de domingo, só radinho pra mim. Porque nem PPV dá pra pagar já que o dinheiro acaba no mesmo lugar.

6 comentários:

Rafael disse...

Tiago, achei o teu post realmente bastante ácido e contundente. E concordo totalmente. Há alguns anos fico questionando o meu papel de otário nesse sistema. Pago a mensalidade em dia, nunca atrasei. E a cada desmando das diretorias que passam, eu penso em desistir. Mas, o amor pelo Clube não deixa. Não sei até qndo aguentarei. Mas, pelo andar da carruagem, a tendência é eu seguir o mesmo caminho que estás trilhando, infelizmente...

Deia sts disse...

Acho que dizer "nunca mais" sempre é radical, mas concordo que deveríamos fazer UMA GREVE de estádio. Precisamos fazer algo que mexa NO BOLSO do clube para sermos ouvidos

alguém disse...

É triste, mas a única coisa que parece restar pra tentar dar uma sacudida nas coisas é o radicalismo.

TUDO DE MAU que está acontecendo com o clube gira em torno do dinheiro, e como já comentado aqui nesse espaço, só mexendo no bolso dessa pilantragem pra algo acontecer.

Diego disse...

ja tinha avisado na época q o Renato saiu, não só pela saida do Renato, mas, por causa da Direção incopentente. só me torno sócio novamente, com a limpeza e reorganização do clube.

Diego Leite
Gremista desde sempre, não é pela mensalidade que avaliamos nosso amor pelo clube!

DM disse...

Quero acreditar que ainda há salvação pra acabar com essa politicagem no Grêmio, mas parece que é mais fácil a torcida largar o clube e fundar um novo Grêmio (com todas as tradições que a corja política fez questão de matar nos últimos dez anos) do que eles o devolverem aos verdadeiros donos. É uma utopia, mas só assim entenderiam que são os torcedores e não os dirigentes que fazem o clube.

Julio_Floripa disse...

Mocada, no Blog ImortalSempre comentei como compartilho o mesmo sentimento do Tiago, e relato a experiência que tive com o quadro social do Gremio. O quadro social êh o retrato da gestão do nosso Presidente: amadorismo puro!!!