segunda-feira, 2 de julho de 2007

Terezinha Morango não morreu

Para quem não conheceu, Terezinha Morango foi a mulher mais feia de Porto Alegre, torcedora-símbolo do Baitolorado durante boa parte de sua longa e despudorada vida, felizmente convertida ao Grêmio na velhice. Se ela foi para o inferno depois de morta, pelo menos passou seus últimos tempos na terra longe dele. Pois foi sob a inspiração de Terezinha Morango que aceitei o convite dos editores e me apresento agora como colaboradora do Grêmio Libertador 2.0. Minhas contribuições, aliás, serão a quatro mãos com o Theo, companheiro de jogos e eventual personagem do blog. E dá-lhe, Grêmio.

2 comentários:

Grêmio Libertador disse...

Hahahahahahahahaha! Nóis não é foda!

Nóis é muito foda! Bem-vinda, irmã (literalmente, no caso).

Por enquanto, só estamos esperando pelas estréias do Bustos e do Renato.

Snel disse...

Welcome, willkommen, nas duas línguas faladas pelos fundadores do Grêmio Football Porto Alegrense!