segunda-feira, 19 de maio de 2008

Empate com cara de sacola

Geralmente a gente sai do estádio chateado depois de um 0 x 0 porque, não bastasse o empate, a gente ainda nem vê um golzinho.

Mas o Grêmio x Flamengo de ontem não foi assim. O placar foi detalhe.

Ontem o Grêmio esmagou o Flamengo. Esmagou mesmo.

No primeiro tempo o urubu até arriscou um que outro vôo, mas sempre na base do contra-ataque. No segundo tempo, nem isso.

Pereira merecia ter guardado naquela cabeçada. O Léo merecia ter guardado no chute de fora da área e o Perea podia ter guardado o dele. Só aí já teria sido uma sacola.

E tinha caixa pra mais, como diria meu pai. Pena que o Bruno e o juizão nos seguraram.

Sábado tem mais. E eu já tô acreditando que a gente tem tudo pra ganhar do líder do campeonato, o Náutico.

Vamos encher o estádio de novo e empurrar o tricolor para a primeira vitória em casa no Brasileirão.

Ontem ela só não chegou por detalhe.

Um comentário:

Guillermo disse...

Duda,

Esse detalhe vai fazer diferença no final do campeonato. Quando estivermos contando pontos para Libertadores/Sudamericana lembraremos desses dois pontos perdidos contra a retranca do menguinho.

Na saída do jogo não estava totalmente chateado, mas depois lembrei que pontos perdidos em casa farão a diferença. Agora com todo mundo amontoado não fazem, mas farão no futuro.

O juizinho garfeou, o goleirinho fez milagres, mas nós também não ajudamos. As duas bolas na trave foram de defensores. Primeiro uma testada do Pereirão Tower em uma cobrança de escanteio e depois o Leo acertou um chute uma subida ao ataque. Ou seja, cadê os chutes dos atacantes na meta adversária fora do alcance do goleiro?

Que o Monumental esteja lotado no GREnau e que estejamos nas cabeças na próxima rodada.

Abraço e DÁ-LHE GRÊMIO!!!