sexta-feira, 4 de julho de 2008

And the shit hits the fan

Odone fica inconformado com Roger

Presidente afirma que portas do Olímpico estão fechadas para o jogador

Alexandre Alliatti Do GLOBOESPORTE.COM, em Porto Alegre

 

saída repentina do meia Roger para o futebol árabe deixou o presidente do Grêmio, Paulo Odone, inconformado. Segundo o dirigente, a decisão do jogador acaba com qualquer possibilidade de retorno no futuro.

 

- O sujeito diz que vai embora e eu fico feliz? Tem que ter o mínimo de respeito. Esta não é a forma mais respeitosa de tratar a instituição. Ele não deu ao Grêmio o tratamento que o Grêmio deu a ele - afirmou o dirigente, em tom bastante ríspido.

 

Questionado sobre uma possível volta de Roger no futuro, Odone foi incisivo:

 

- Com a saída, ele pede para bater todas as portas.

 

O presidente disse ainda que pretende acionar o departamento jurídico para averigüar os direitos do clube, principalmente quanto aos termos financeiros. Odone afirmou que, se algo der errado na negociação, Roger não volta mais ao Tricolor.

 

- O Grêmio não vai aceitar ficar dez dias esperando, para depois ter outro tipo de resposta. Se ele vai, não volta mais - encerrou o presidente.

3 comentários:

Dewes disse...

Mais do Odone:

O jogador recebeu uma proposta de US$ 5 milhões do Catar Esporte Clube e não joga mais com a camiseta do Grêmio. Odone foi irônico ao responder se ficou irritado com a saída do jogador:

— Não, estou festejando. O jogador me diz "estou indo embora, não quero jogar domingo. Quer que eu festeje? Não tem como separar as coisas. O jogador está jogando como titular e espera chegar uma sexta-feira para dizer que não vai jogar no fim de semana. Não é a forma mais profissional de se tratar.

Minwer disse...

Do FinalSports:

"Ao Tricolor caberá apenas um valor (menos de R$ 300 mil) referente a quebra de contrato, que encerraria em dezembro. Já o Timão liberou Roger de graça apenas para não precisar mais bancar seu salário, que gira em torno de R$ 200 mil. O Grêmio pagava apenas os direitos de imagem, cerca de R$ 65 mil.

No Catar, Roger receberá US$ 5 milhões (R$ 8 milhões) por dois anos de contrato."

heitor disse...

baita fiadaputa esse nanico! tomara que quebre as duas pernas e os árabes mandem ele se catar. e que a secco meta 5 milhões de guampas naquela careca ridícula.