sexta-feira, 9 de abril de 2010

Caiu a casa

Tava muito festerê: torcida exigindo homenagem pelos 50 jogos invictos do Casarão, jogador comemorando 100 jogos... obviamente que o juiz trocaria o apito por uma lingua de sogra.

A verdade é que o time e a trocida entraram de salto alto, o juiz só aproveitou pra tirar pra dançar. Mas não podemos simplesmente esquecer da campanha do time antes desse tropeço.

Foi uma noite ruim, onde os laterais não jogaram (ou foram barrados pelo esquema bem montado do Beto Almeida), o Douglas não encontrou seu futebol e o ataque não segurou a bola na frente.

Como eu disse, um tropeço. Com uma queda ruim de engolir: a reação do time foi nervosa. O Douglas perdeu a cabeça e eu, se fosse o Silas, tinha substituido o Edilson. Perderam a cabeça e o time foi junto.

Silas não é mau técnico, o time não é ruim, não tem porque fazer terra arrasada. Ainda dá tempo de recuperar tudo isso na finaol, vaga conquistada ainda no primeiro turno.

Foi um tropeço, daqueles que só acontecem quando se troca o par de chuteiras pelo par de sapatos de salto.

4 comentários:

Fernando disse...

Salto alto total. Victor deu a pala mestre. Edilson ta começando a me irritar. Douglas não jogou nada. Na real, o time entrou se achando. Ao menos teremos uma semaninha de treino a mais. E CADÊ A JOÇA DO MITHYUÊ, HEIÑHO SILAS??

Miguel disse...

Concordo com o post, mas já tinha sentido no jogo contra o Juventude que não vale a pena tirar o Adílson ou o Ferdinando(!) pra colocar o Magrão. Com ele, o meio campo parece perder pegada e ele passa mais tempo subindo do que compondo na defesa(onde não tem desarmado tão bem). No fim, a experiência de colocá-lo foi válida, mas acho que os volantes ideais(com o nosso elenco atual) são os dois anteriores.
Outra coisa que eu já vinha percebendo a uns três jogos, mais ou menos, é que a nossa lateral esquerda tá uma avenida... lembro do jogo contra o Votoraty, quando vários ataques aconteceram pelas costas do Fábio Santos(que considero um bom jogador, mas tem que voltar com mais qualidade pra compor na defesa).
Sobre a invencibilidade perdida, ela já estava se tornando um fardo... e, a cada jogo, esse fardo ficava mais pesado. Eu até temia pelas consequências de que essa derrota em casa acontecesse num GREnal.
No mais, concordando com o que tu disse sobre o jogo... não vi razão pra torcida chamar o Silas de burro ontem. Só pode ser aquela corneta interior que volta a soar em qualquer problema.

Dale Grêmio!

Lucas Dornelles disse...

Concordo com o texto, mas acho que neste jogo o Silas errou feio na escolha do banco de reservas.

Era mesmo necessário ter 2 zagueiros e 2 volantes e deixar o Mithyuê de fora?

Priorizou os medalhões Hugo e Leandro, que entraram e não produziram NADA. Conseguiram deixar o time ainda pior em campo.

tales disse...

pelo menos estamos na final pior seria se fosse num grenada ou na copa do brasil e bm serviu p/ mostrar q o time nao e tudo isso q dizem muito plo contrario,mas se bem q eu tava estranhandom tudo isso q tava c=acontecendo o gremio nuca q ganhou um titulo na barbada sempre tem q usar a imortalidade no ultimo campeonato por exemplo o gauchao 2007 parecia tudo tranquilo qnd teve aquelem jogo com o caxias