segunda-feira, 17 de maio de 2010

Bérgson, o nome do jogo

Com essa cara de GURI CAGADO... Foto, Grêmio.net

Bérgson. O filho da montanha, pra bom entendendor de alemão e idiomas saxões, bem como de brincadeiras lingüísticas.

Bérgson, o filho da montanha. Esse foi o nome do jogo, não que isso signifique um destaque positivo, bem pelo contrário. Destaque negativo. Saldo devedor imenso. Mas não é basicamente sua culpa, já que quem o escala, neste caso, o Seu Silas, é o maior culpado. Sinceramente, passei o jogo ontem INTEIRO tentando decifrar o que passa na cabeça de Silas ao preterir Mythiuê em detrimento do FILHO DA MONTANHA. Perniciosa escolha. Terrível escolha. Burra escolha.

Bérgson não retém a bola na frente, Bérgson não fica na frente. Não atrai os zagueiros adversários, nem muito menos a bola. Digamos que ele é um André Luis sem grife, e isso é grave. Pois pelo MENAS aquele perebinha corria feito um TOXICÔMANO enebriado pelos efeitos de um REBITE. Nem isso, Bérgson. Nem isso.

Rezo a cada instante pela sua venda, independente de qual vítima time o levar. Simplesmente o quero longe daqui, pois o jogador RUIM, sempre joga. Muda o técnico, passam-se os anos e os jogadores ruins sempre jogam. Como é bizarro isso.

Talvez Hillson, o filho da colina, faça bons treinos, não duvido. Mas quando ele entra em campo, assume uma pequenez, se esconde do jogo, só faz merda, e nós na arquibancada ainda temos de "apoiar". É ser muito burro isso.

Me desculpem o desabafo, mas o jogo de ontem e o BLÉRGHson me irritaram profundamente.

16 comentários:

TiagoR disse...

Eu acho injustiça. O guri não é solução, mas passa longe de ser o pior atacante que já passou ou se criou por aqui. Ele foi lá e brigou mais. E, comparando de forma burra ou não, no meu time do Cartola ele foi o ÚNICO jogador do Grêmio com número positivo. O DOUGLAS FOI PATÉTICO, junto com o Victor e o Rocka.

Vamos combinar que, se os dois EXPERIENTES do meio campo não funcionam, não tem como um atacante JOVEM render tanto assim.

Concordo que ele foi mal. Só acho que ele precisa ficar um pouco na geladeira agora, até pra preservar a cabeça.

Adriano Snel disse...

O time inteiro foi mal ontem, verdade inquestionável.

Mas a questão nem é a ruindade do próprio Bérgson, mas sim o fato de o Mythiuê nem banco pegar, sendo muito mais qualificado e impetuoso que esse Bérgson, essa é a minha raiva.

Renato disse...

Só pra lembrar, essa coisinha veio das categorias de base do Inter, o que explica muita coisa.

Adriano Snel disse...

Rá, aí está a resposta: refugo colorado. Obrigado pela informação, Renato!

Nivo II disse...

Concordo que o dito cujo não tem condições de vestir o manto mas o que dizer de bruno collaço? E joílson? e o que mais me assusta é que um desses dois vai jogar quarta.
Além disso é bom que alguém diga: esse time sem o adílson não ganha de ninguém, ainda mais sem o CONTESTADO ferdinando, rockenbach e magrão não marcam ninguém...

Martim disse...

Bem, acredito que o Bérgsãn é muito fraco MESMO (pro Grêmio não serve, por mim vendia essa naba). Quantas oportunidades esse guri já não teve? Quanto ao Collaço, foi protagonista de um dos lances mais bisonhos que vi em um campo de futebol nos últimos tempos. Um jogador profissional fazer o que ele fez...sem condições, é triste.

Guilherme disse...

Parabéns pela análise deste rapaz! Realmente já teve muitas oportunidades! Nem adianta tentar vender essa pereba, tem mesmo é que dispensalo junto com o collaço! Não é possível que uma base tão forte como a do Grêmio ainda assim se profissionalize estes mentirosos que não jogam nem na várzea!

Lucas Dornelles disse...

O Bérgson é bom jogador, mas NÃO é CENTROAVANTE e sim MEIA ATACANTE.

// disse...

não é jogador para o grêmio é muito fraco.

// disse...

não é jogador para o grêmio muito fraco!!

Marcelo disse...

Tenho a impressão que nas categorias de base o Bergson se impunha na força física. Agora como ele não joga mais contra guris, não consegue se impor.
Acho que ele precisa de uma musculação.

Adriano Snel disse...

Na real não importa se o Bérgson joga bem ou não, se cai o tempo todo ou não. O que me irrita é o fato dele jogar, tendo no banco o Mythiuê. Isso é o que irrita.

nirmal disse...

acho sacanagem queimarem os guris e aliviarem os medalhões(vitor,douglas, roca,leandro e etc.). time s/meio a bola ñ chega no ataque. nos balões do vitor, nas tijoladas do roca ou na displiciência do douglas?

TiagoR disse...

Pô, Snel, então o nome do jogo é SILAS, e não Bergson! ;)

Martim disse...

Musculação ajuda, mas não resolve, ainda mais neste caso em que o jogador tem inúmeras deficiências e dificuldades. Veja o Jonas, por exemplo, é raquítico e faz os gols dele. O Borges é baixinho, mas é um matador nato. Acredito que força física seja importante, mas musculação, definitivamente, não é a salvação de Bérgson.

Josué Antonio disse...

Trata-se de um jogo contra o Corinthians, pela segunda rodada do Brasileirão, com comissão técnica e jogadores claramente com a cabeça no jogo de quarta-feira.
O Bérgson mostrou que não está preparado ainda para sair das categorias de base. Pode ser emprestado, ou quem sabe, negociado. Porém, foi personagem importante na base tricolor, ano passado, e está sendo usado como bode expiatório, entrando em jogos que a própria comissão técnica não dá relativa importância, ou jogando 5 minutos ao final de certas partidas.
Não vamos queimar o guri (por mais que ele, e o Collaço tenham se queimado) por causa do Corinthians Paulista.
Não vale a pena.
Quando o guri completar 20, 21 anos, e, provar-se uma completa naba, aí sim a gente queima mais um fiasco, mais uma falsa promessa da nossa base que nos rendeu tantas alegrias.