sexta-feira, 30 de julho de 2010

E se depois do temporal vier outro temporal?

Duda Kroeff acredita: "O temporal passou". Li agora no CLICRBS, e acredito no presidente.

Realmente acho que o time, apesar da falta de vitórias, voltou a render. O próprio Hugo já falou que eles tavam se achando, e desceram do salto.

Também acho uma besteira esse papo de "dinheiro de 2011 comprometido". Isso sempre teve no Grêmio, desde os tempos pós-ISL isso é mais do que comum. Na verdade, senti vergonha de alguns conselheiros, que visivelmente resolveram lavar a roupa suja na mídia num momento totalmente errado. E É POR ISSO QUE EU ODEIO POLÍTICOS E POLITICAGENS.

Mas voltando ao Duda, eu acredito que o temporal passou. Mas quero saber o que vai acontecer se, depois do temporal, vier um TSUNAMI.

Sim, ou alguém aqui é bobo de achar que qualquer resultado que não seja a vitória no Beira-Lago vai causar uma verdadeira revolução no Clube?

Nesse caso, presidente, QUAL O PLANO B?

Um comentário:

..... disse...

O plano B é não ter plano B.

Não sei, Tiago, mas tem horas que, se houver plano B, é melhor que fique na gaveta, bem escondido e incógnito. Afinal, tornar público um imenso SE no discurso de confianças no resultado não ia ajudar muito em campo.

Eu, particularmente, quando a coisa está feia, não penso em plano B. Um pouco de pensamento positivo, por mais "bobo" e "auto-ajuda" que pareça, não faz mal a ninguém.

Resultado domingo: 3x0 tricolor.

Saludos,
Fagner