segunda-feira, 26 de julho de 2010

Procurando Culpados

Sou a favor de manifestações contra a direção e contra a comissão técnica.

Parafraseando o Telecurso 2000, vamos pensar um pouco:

Eu sei que jogador ruim só tá lá pq alguém o colocou lá.
Só que, o que se pode dizer dizer dos que já mostraram que são bons e que agora não estão tão bons assim? O que dizer de Douglas? O que dizer de Hugo? O que dizer das cobranças de falta e de escanteio que vão nas canelas dos defensores NO PRIMEIRO PAU (Douglas, Rochemback, Edilson...)??? O que dizer de DOIS lances pra matar o jogo sendo desperdiçados(um de Borges e outro de Douglas)? O que dizer de VICTOR? Sim! VICTOR. Tem crédito? Mas até onde vai esse crédito? Tá começando a ficar devedor. Bola na pequena área é que nem batida de carro na traseira: não tem discussão. Sabemos quem é o responsável nesses casos.

Sem falar em Leandro que veio depois de quase 1 ano do Grêmio querendo trazê-lo. Não aguenta 20min de jogo e sai lesionado.
Não to falando do Ozéia, do Rodrigo, do Ferdinando... esses sim, esses são ruins mas estão lá porque alguém os trouxe.

Mais uma vez, tudo se resume no Grenal.

2 comentários:

Tietze disse...

Bom, dentro disso tem um tópico sim muito importante, e até crucial, se comparados à todo o resto...

Dá pra perceber que, desde um pouco antes da não-convocação pelo Dunga, que o Victor anda mais pra lá do que pra cá... E só vem piorando...

Será que não era melhor ele ter ido?

Vão me apedrejar dizendo que ele é um dos melhores jogadores do time, e que mostrou seu gremismo não indo embora, mas... Tá aí pra todo mundo ver.

Falhas de goleiros, em resumo, desestabilizam mil vezes mais um time, do que um zagueiro ruim, ou um atacante pé torto.

..... disse...

Menezes,

eu concordo que o Vitor anda falhando, mas acho que também é resultado da fase do time. De qualquer modo, torço para que a titularidade dele no próximo jogo pela seleção devolva a tranquilidade ao nosso arqueiro.

Mas tem um monte de outras coisas que também podem se usadas de bode expiatório: como deixar passar dois penaltis não dados para o nosso time em dois jogos seguidos (Vasco e Cruzeiro, sendo este último ridículo)? E o gramado impraticável do jogo do meio da semana, apenas um pouco pior que o de Domingo, onde a bola quicava como várzea, cheio de buracos (que "driblou" o Douglas no lance que ele demorou para chutar para o gol)?

Dá para buscar culpados em um monte de lugar. Desde que não se tapem os olhos para o que está dando certo ou o que está dando errado na hora de analisar o conjunto da obra. A fase é complicada, mas acho que tem saída. E boa, o que é melhor.

Saludos,
Fagner