domingo, 26 de setembro de 2010

Vâmo que vâmo!

Foto:Terra

Terceira vitória consecutiva fora de casa. Alguém aí lembra quando aconteceu pela última vez? Pois é.

Começamos o jogo atropelando. Claro que favorecidos pela extrema fragilidade tática inicial do Atlético Mineiro. Antes dos 25 minutos o Grêmio poderia ter 4-0 tranquilamente, não fosse uma certa displicência na hora de matar o jogo. Até daria pra dar um desconto, afinal estava fácil demais, mas era óbvio que aquela mamata não ia durar muito.

Tanto não durou que, antes mesmo de sofrer o gol, já tínhamos tomado um calorão, num lance que lembrou o jogo contra o Curintia: Victor fez uma defesaça e, na sequência, Rafael Marques salvou em cima da linha com o goleiro já batido.

O 2-1 animou os mineiros e ainda bem que só disposição não ganha jogo. Tenho amigos que falam que o time do Galo não é ruim, mas depois do que se viu hoje eles terão que rever seus conceitos. Lógico que tem gente ali que se salva, como o Réver (que tá abaixo do que jogou aqui), o Tardelli e o Tonel Carvalho, mas o resto é fraco. Bom pra gente.

Perder gols é normal, não existe time que faça gols em todas as chances. O que não dá é pra continuar desperdiçando gols por displicência, caso do Jonas no segundo tempo, quando deu todo o tempo do mundo pro Réver travar o chute.

Apesar desse lance, Jonas foi um dos melhores em campo, junto com Douglas, Victor e Rocambole. Além de participar de quase todos os lances de ataque do Grêmio, fez um gol que o manteve na liderança da artilharia do Dilmão'10 e o igualou ao Jardel com 65 tentos pelo Grêmio (acreditem!). Apesar de não ser fã dele, tô torcendo muito pra que faça mais 4 logo e deixe o dentucopilantra.cjb.net pra trás na lista dos grandes artilheiros do Imortal.

Pra quarta, contra o SPFW, teremos um desfalque importante que é o Gabriel. Pra piorar, parece que o Edilson tá machucado e o Portaluppi vai ter que improvisar alguém por ali. Como Lúcio deve ser o titular pela esquerda com a suspensão do F.Santos e o camisa 2 não tem subido tanto quanto estava acostumado, não devemos esperar Maylson pela direita.

O mais importante é que o Monumental volte a rugir, sem vuvuzelas, cornetas, vaias ou qualquer outra manifestação que não colabora com o time. Quem for tem o dever de fazer os corneteiros se envergonharem de estar ali, afinal o time tá subindo e todo o apoio é importante nessa hora. Vai que a gente belisca uma vaguinha na Madre de todas as Copas?

9 comentários:

tagpath disse...

é isso ai Minwer! Quem for ao VELHO CASARÃO tem que ALENTAR!!

Gremista Fanático disse...

Eu não lembrava ao certo não, só sabia que tinha sido em 2008 a ultima vez que vencemos 3 partidas seguidas fora de casa, dei uma olhada no meus arquivos e manjei a parada.
24/07/2008 Figueirense 1x7 Grêmio
31/07/2008 Coritiba 0x1 Grêmio
09/08/2008 Atlético-MG 0x4 Grêmio.

Abraço

Minwer disse...

Nada como ter um historiador do Grêmio por perto. Valeu, Fanático!

Renato disse...

Na boa, quem quer vaiar jogador do Grêmio pode comprar ingresso na área destinada à torcida visitante.

Thiago disse...

Caro Renato: Se isso acontecesse de fato, a área destinada à torcida adversária teria que quadruplicar de tamanho!!

Belo texto, Minwer. Quarta-feira tem que ser só alento do início ao fim.

Só a título de curiosidade: o técnico do Grêmio nas últimas 3 vitórias fora de casa em 2008 era o Sexy Juarez Hot.

Snel disse...

Ainda estou preocupado com o excesso de gols e falta de seriedade dos caras as vezes.

Ontem o Portaluppi quase teve um FIHO PRETO a beira do campo. Daqui a pouco vamos nos dar mal por causa disso. Ontem era pra ter metido 4x0 em 15 minutos de jogo e complicamos tudo.

Ainda bem que o Patético é realmente Patético, senão...

Eduardo disse...

Pra variar foi com o freguês A.Mg, Valeu Fanático.

Acho que nós tinhamos que preparar uma (ou mais) música que menosprezasse esse tipo de torcedor, pra que eles ficassem com veergonha destas atitudes, quem for um bom Pajador poderia ajudar a inventar uma. Não sei até onde vai a cara de pau deles mas, acho difícil alguem vaiar o próprio time enquanto o outro lado (da mesma torcida) está xingando quem faz isso.
A Arte da Influência.
valeu Minwer, volta pro GE também.

Jorge Luís Knak disse...

Campanha do Eduardo aceita. Aí vai minha humirde contribuição (puxando pro ritmo do hino do grêmio):

"Venho pra apoiar meu grêmio, vaia é pro nosso freguês.
Aqui eu só xingo o juiz, a sua mãe vai também.
Mas o time do adversário, esse é a bola da vez."

Jorge Luís Knak disse...

Gostei dessa, vai mais um:
"No azul, no preto e no branco,
O Grêmio é o meu coração,
Torcemos 90 minutos,
Não vem que não tem resmungão,
Quem não sabe empurrar pra vitória,
Vai pra casa vê televisão..."