quinta-feira, 10 de março de 2011

Boi na linha - Para pensar...

Copiado e colado descaradamente do blog do Juca Kfouri:

Convite com moderação

Os presidentes do Grêmio, do Corinthians, dos quatro grandes do Rio e do Cruzeiro estavam felizes da vida no camarote da cerveja B que patrocina o futebol na TV.

Nada mais natural, para quem gosta, pois, inegavelmente, todos fazem parte desse mundo pobre das celebridades.

Curioso, apenas, e digno de nota, que os presidentes do Inter, do São Paulo e do Galo não foram convidados para o disputado espaço.

Por que será que a Ambev convidou apenas os dissidentes do Clube dos 13?

9 comentários:

ClicGrêmio disse...

Será que Odone realmente acha que será protagonista no fim dessa história?

Minwer disse...

Fagner,

É algo mais do que normal no mundo corporativo essa troca de "gentilezas". E nada mais normal que a Ambev convidar (certamente por intermédio da Globo) os Clubes 'dissidentes' do C13.

Ora, a Ambev bota um caminhão de dinheiro na Globo que está dando todo tipo de arreganho pra paparicar os dirigentes dos Clubes e favorecer seus anunciantes.

Business puro.

O que não pode é se vender por um convite pra ver umas celebridades regado a muita cerveja.

Fagner disse...

Assino embaixo, Minwer. E é exatamente isso que eu quero ver do Odone. Espero não me decepcionar denovo.

Saludos,
Fagner

TiagoR disse...

Duvido. O Odone, antes de presidente do Grêmio, é político. E como todo político, tá mais do que acostumado com essa negociata baixa e barata, não tenho dúvidas. Infelizmente.

Minwer disse...

Que ele é político ninguém duvida.

Mas o que impressiona é que tem gente suspeitando que o CA seria capaz de aceitar uma proposta pior só por ser bajulado por uma das concorrentes.

E, na boa, nessa linha de frente é melhor ter alguém acostumado a lidar com esse tipo de negociata do que um diretor inexperiente.

Fagner disse...

Aí eu já não sei, Minwer. Quem está acostumado a lidar com esse tipo de negociata geralmente tem o rabo preso. E isso prejudica o Grêmio.

A decisão não pode ser tomada no camarote da Brahma, nem pensando em reeleição, ou pensando em ressucitar político amigo que anda meio mal das pernas.

Essas maracutaias "são do negócio", mas são ilegais, aqui e em qualquer lugar (tem farto material aqui sobre o escândalo na Volkswagen, que pagava viagens aos Madrigais da vida para conseguir vantagens: http://grem.io/8SC). E é isso o que eu acho que o Grêmio devia evitar. Não é nada bom para a imagem.

Saludos,
Fagner

TiagoR disse...

Tenho certeza de que TODOS os cartolas envolvidos vão receber dinheiro grosso por fora. No lugar do clube ganhar mais numa licitação TRANSPARENTE, prevalece o jeitinho brasileiro.

Minwer disse...

Calma lá, não estou defendo nada ilícito! Só afirmei que é bom ter alguém que saiba como as coisas funcionam e não caia em nenhum conto do vigário.

Se depois que todos os valores estiverem sobre a mesa, descobrirmos que não se escolheu a melhor proposta (global) o bicho vai pegar.

Fagner disse...

Nem pensei que tu estivesse, Minwer. Sei tanto quanto tu que isso rola. E o Odone também sabe. Acho que ele poderia ter sossegado o pito e não ter ido lá justamente por "saber das coisas". Pra mim, pegou mal pro Grêmio. É só isso que quis dizer.

Saludos,
Fagner