sexta-feira, 25 de março de 2011

É rediiiiiiiiiii!

Acho que sobraram destaques no jogo de ontem, contra o Coloradinho de SM. Foi uma goleada retumbante. O engraçado é que minha vó foi madrinha do Coloradinho, apesar de gremistona. Reza a lenda que meus parentes foram fundadores do clube, que inclusive treinava no "potrero dos Coelho", como diz minha mãe.

Bom, já que foi no potrero, a melhor forma de resumir o jogo de ontem é: "foi uma lavada".

O time inteiro jogou bem, e o pessoal sumido reapareceu com força. Pra começar, o MGrohe lembrou o Victor numa defesa de abalar a moral de qualquer atacante. MFernandes voltou a lembrar aquele guri que tentava "olheiros italianos". E até o Gilson enganou bem no começo do jogo - mas voltou ao normal depois.

O meio de campo com Rocha e Adilson foi covardia. Mas é na turma da frente que o espetáculo ficou mais forte. Pra não escrever o nome de todos, quero destacar 4: Douglas mais uma vez foi perfeito. Escudero, enquanto teve fôlego, mostrou muita qualidade (pobre zagueiro, deve tá no hospital até agora depois daquela entortada no 1º tempo). Mas Leandro e VPacheco (pra mim um dos melhores em campo) meio que roubaram as atenções.

Leandro pela pouca idade e muito futebol. Tenho medo que isso estrague o guri e ele realmente vire um babaquinha (como o Neymar). Mas tenho esperança que a semelhança fique só no cabelo e no futebol - o guri mostra habilidade e posicionamento fora de série.

VPacheco andou estudando os jogos do próprio Renato quando este ainda honrava a 7 imortal. Com força, rapidez e nenhum medo, ia até a linha de fundo e cruzava pra trás. O primeiro gol do Leandro foi uma cruzada rasteira tão forte que é praticamente dele.

Enfim, nem queria escrever sobre isso. Mas foi um jogo tão agradável que é melhor encerrar com uma frase do nosso Presidente Duda Tajes: "Ganhar de 6 x 0 do Inter é sempre bom. Mesmo que seja o de Santa Maria."

Amém!

3 comentários:

Arthur disse...

Mário jogou demais, se jogasse sempre assim, Gabriel teria de se esforçar pra ter tranquilidade.
Rodolfo acho que tava dormindo ontem. Marcelo fez o Victor abrir o olho, fez uma grande partida, lembrou o Victor.
Viçosa tá pedindo passagem.
Douglas voltou a jogar o que sabe.
Escudero apareceu pouco, mas nesse pouco fez bastante.

DM disse...

Se o Leandro não tiver um irmão rancoroso e ganancioso que gosta de casa com piscina, não receber mimos idiotas e desnecessários da imprensa (o que não deve acontecer mesmo, já que ele não é do timinho do aterro) e ouvir os conselhos do Santo, vai ser ídolo no Grêmio. Só espero que fique mais tempo no clube do que os últimos.

Fagner disse...

A transição do meio para o ataque e a movimentação dos atacantes esteve impecável. O Viçosa tá crescendo muito nesse quesito e o Vinícios Pacheco fez muito bem o segundo atacante. O filho do Wever, nem se fala. E essa movimentação não tem nada a ver com a qualidade do adversário.

Mas ainda precisamos voltar a aprender a jogar quando não temos a bola. Estamos roubando muito pouco, e acho que isso tem a ver com a baixa quantidade de faltas que estamos fazendo.

Saludos,
Fagner