terça-feira, 9 de junho de 2009

Montanha Russa

O mercado de futebol no Brasil tem se mostrado cíclico nos últimos anos. Não tenho bem certeza, mas acredito que esses ciclos devam durar uns três anos cada. Até 2007 o nosso futebol estava numa penúria. Os jogadores que atuavam no Brasil e seus respectivos salários estavam baixíssimos, se comparado com os padrões internacionais. Sim, existiam exceções como o São Paulo, pela sua estrutura sólida, e os cariocas por suas caras de pau. Mas no geral o nível estava bem baixo.

Em 2008 iniciou-se um período de transição, que acredito terá seu apogeu em 2009. A lista de jogadores repatriados é enorme. Eu sei que a grande maioria deles, por um motivo ou outro, está em baixa no mercado europeu, mas convenhamos que os salários estão num patamar bem acima dos praticados há pouco tempo no nosso futebol. Exemplo disso é o Ronaldo que recebe mensalmente mais que toda folha de pagamento do atual vice-campeão brasileiro no exercício de 2008.

E nesse sobe e desce de padrões salariais que vem ocorrendo muitos ganharam dinheiro, jogadores, empresários, atravessadores, etc. Só que não ganhou nada com isso foram os clubes que entraram nessa ciranda.

As estatísticas comprovam a minha teoria: São Paulo Tri-Campeão brasileiro, um clube que possui um determinado padrão(alto diga-se de passagem) e não foge dele. Grêmio, vice da Libertadores de 2007, vice do Brasileiro de 2008, com a sexta ou sétima maior folha de pagamento do país. Os caras lá da beira do estuário tem uma folha de pagamento alta, mas seguem um padrão.

Onde é que eu quero chegar com isso? Bem, quero alertar a nossa direção para ter o maior cuidado nas suas negociações para que não entremos nessa montanha russa. Contratamos o Maxi por um valor muito acima dos padrões até então seguidos pelo clube. Agora temos uma negociação com o Souza que está indo para um desfecho bastante complicado.

É claro que quero o meu Tricolor com uma equipe bastante competitiva, mas quero ele competitivo sempre, o Grêmio tem obrigação de estar sempre na luta por uma vaga na Libertadores, estar disputando títulos. E essa continuidade só se consegue através de planejamento competente e muita disciplina no cumprimento dele.

Finalizando, a nossa direção de futebol tem um grande desafio para esse ano de 2009, bem maior do que nos últimos.

3 comentários:

Adriano Snel disse...

Bem vindo, Sandrão!

Abralhos do Snel.

Tito disse...

Bem vindo!!

cristiano disse...

concordo, lembro daquela época final dos anos 90, que os salários eram absurdos qqer perna de pau ganhava 300mil, e espero que o gremio lembre que ainda paga salários como o do zinho!!! por causa dessa falta de planejamento!

times que estavam em baixa na época pouco se aventuraram em gastar muito e sairam em vantagem na decada seguinte!!! espero que a direção estaja atenta a essas possiveis rateadas!!!

abraço!!