sábado, 20 de fevereiro de 2010

Dica pra hoje: NUNCA VI JOGADOR MELHORAR RENDIMENTO SÓ PORQUE FOI VAIADO!

Ei, corneta, fica no PPV!

5 comentários:

Imortal Tricolor Gaúcho disse...

Também nunca sopube de um jogador ruim se tornar um grande jogador devido ao apoio incondicional...

Vaias só podem fazer um jogador melhorar, se ele for bom, já o ruim não tem de onde tirar umas melhora se ele é simplesmente ruim...

Abraço em 3cores

TiagoR disse...

Concordo. Logo, se ele eh ruim, nao tem pq vaiar. Deixem o cara se esforcar em paz. A hora dele vai chegar quando os lesionados ganharem ritmo.

SDS

..... disse...

O Ferdinando é o Nunes da vez. Só para lembrar, o nosso ex-camisa 5 (que serviria, no meu entendimento, para os dias atuais) é ídolo no Guarani e vai jogar contra a gente no Brasileirão desse ano.

Mais uma injustiça desses olhadores de futebol (porque tá bem longe de ser torcida).

Saludos,
Fagner

..... disse...

Ah, e quanto a jogador ruim jogar bem por causa de apoio incondicional, acho que temos alguns exemplos bem recentes, einhô "imortal tricolor": Anderson Pico, Herrera (em 2006), Pereira, Domingos, Galato, Luís Mário, Carlos Gavião, Balloy, e por aí vai.

Tem uns ruins que nem com apoio incondicional se salvaram (me lembro do goleiro Márcio e o Maxi López, que não jogou melhor que o Jonas ano passado inteiro), mas, sinceramente, alguém lembra de jogador que tenha melhorado com vaias? Isso me lembra o Tcheco: quem não é queridinho da torcida, então, pela lógica do "imortal tricolor", é tudo pereba, porque é vaido e não melhora nunca.

E não venha me dizer que o Fábio Santos melhorou. Ele está jogando a mesma bola do ano passado. Acho que o Grêmio tem que trazer o Aílton para dar uma palestra aos jogadores: "como não dar bola para corneteiros, dar um título para o Grêmio e mandar os olhadores de futebol tomar no cu".

Saludos,
Fagner

Renato disse...

Curti essa ideia de chamar o Ailton, Fagner. Aliás, engraçado é que hoje os mesmos caras-de-pau que o vaiavam na época batem palma e o chamam de "ídolo". Gente irritante.