sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Entrar para ganhar

Domingo, final de primeiro turno, adversário pouco tradicional (não por história, mas sim por retrospecto), jogo em casa, casa cheia, torcida sedenta por um título sequer, reoteiro perfeito pra uma tragédia. Mas antes que reclamem, me xinguem e me crucifiquem, vamos aos fatos.

O Grêmio tem tudo a ganhar, mas tem muito mais a perder. O valente Novo Hamburgo, do querido Gilmar Iser (que espero em breve na casamata do Imortal), vem como aquele caçador sem muitos recursos, com pouca bala, espingarda enferrujada, mas que pode garantir o jantar da família, que anda morrendo de fome.

Por isso, é FUNDAMENTAL o time, e principalmente a torcida, ter paciência. Não é um adversário difícil, bem pelo contrário. Mas tende a complicar o jogo, dependendo é claro da proposta tática que vier. Creio que Gilmar vá escalar o time bem fechadinho pra explorar os contra-ataques. E aí minha gente, é que o bicho pega. Pois até os QUERO-QUEROS do Olímpico sabem que o Grêmio tem pecado lá trás, mesmo que a diretoria tem tentado sanar isso com a chegada de Rodrigo e da iminente chegada de mais um béque, de preferência que hable español, por supuesto (e continuo não abrindo mão do meu volantão de contenção).

Porém, Gilmar há de se cuidar, e é certo que o ataque do Grêmio, o mais positivo até o momento no Yedão 2010, e um dos mais competentes do Brasil, vai guardar no domingo, a dúvida são quantos. Portanto, há de se fazer mais gols do que eventualmente levar, parece óbvio isso, mas tem sido a sina do tricolor este ano.

Portanto, torcida: PACIÊNCIA. Não vaie, muito menos na escalação. Isso é coisa de amargo, e os amargos vão se contentar em assistir na tevê, como sempre.

Depois, é só cantar o BALANCÊ em homenagem ao aspone do Fábio Koff.

6 comentários:

TiagoR disse...

Grande!

Apoio 100%.

É disso que a gente precisa.

luis disse...

E SO OS CARAS ENTRAREM COM ( VONTADE ) , QUE NAO TEM PROBLEMA . AMASSAR DE INICIO e DEPOIS , SAIR NO CONTRA TAQUE .

nirmal disse...

o volantão q queres, chama-se Santiago Ostolaza e joga no Club Racing de Montevidéu... acredito ser parente do Santiago Ostolaza, capitão campeão do Mundo c/o Nacional do Uruguai... o estilo xerifão é o mesmo...contra o timão mostrou isso.

Adriano Snel disse...

Não vi, mas verei. E pelo visto deve ter pedigree.

..... disse...

Acho que o mais importante da decisão é como o nosso comandante de vestiário está tratando a situação:

“Para mim tanto faz quem vai entregar a taça. Eu cheguei agora a pouco aqui e quero vencer pelo Grêmio. Pouco importa se vai ser o Fernando Carvalho, a Madonna ou quem for. Eu quero é vencer" - Silas, em entrevista no Finalsports.

A parte mais importante é que ele deu exemplos de mesma categoria para dizerm quem entrega a taça.

O negócio é vencer: seja o Novo Hamburgo ou o Once Caldas.

Saludos,
Fagner

..... disse...

Tuas preces podem estar sendo atendidas, Snel:

Bataglia seria pretendido pelo tricolor (http://www.clarin.com/diario/2010/02/27/deportes/d-02148986.htm). Na mesma página, uma notinha sobre o novo guarda redes beiralagueano.

Saludos,
Fagner