quinta-feira, 30 de setembro de 2010

O Renato é o cara



Se ainda existia alguém que ainda desconfiasse da capacidade do Portaluppi como técnico, deve ter desistido ontem.

O time, que já tinha ganhado motivação, organização tática e jogadas de bolas paradas, agora tem uma mecânica tão bem trabalhada que dá pra colocar jogador fora da posição original que o time rende da mesma forma.

Alguém (além de Saint Portaluppi, claro) imaginaria que o Vílso-olho-de-tigre, que não tem muita intimidade com a bola, faria a volância com a eficiência que fez ontem? Ou então que o Lúcio no meio de campo não passaria de uma invencionice temerária? Tanto não foi que, duplando com o Gílson, atordoou a lateral direita dos bambis e pareceu um revival do lado esquerdo de 2007.

A estrela do Renato tá tão reluzente que até o Diego Clementino, que não tinha feito nenhum gol na série B, na primeira vez que tocou na bola guardou um.

Por fim, mas não menos importante, não sei se foi só impressão minha, mas não rolou corneta ontem, mesmo quando o SPFW empatou o jogo. Tá certo que o Monumental ainda não está pulsando como anos atrás, mas parece que as coisas estão voltando pro seu devido lugar.

8 comentários:

Duda Tajes (Eduardo Tajes na Carteira de Identidade) disse...

Renato é o cara [2].

rodrigo.lima disse...

E o Silas já tá com queimado com o grupo do Flamengo. tsc tsc...

Ah se o Renato tivesse vindo no início do ano!

Alexandre disse...

O Renato realmente está fazendo um bom trabalho. No começo eu estava meio cético quanto a capacidade dele em nos tirar da zona da degola. Mas também acho que ele tem um longo caminho pela frente pata mostrar que é um bom técnico e levar o tricolor a triunfos maiores do que gauchão!

Quanto ao jogo de ontem ele foi perfeito na montagem do time e na estratégia adotada, apesar do grêmio ter permitido a reação das bibas, o time conseguiu manter o mesmo nível de atuação durante o jogo todo, ou seja, jogou bem nos dois tempos do jogo.

Cabe salientar também que mais uma vez fomos garfeados em casa por um juíz cretino e safado que marcou um penal inexistente para os bambis. Faz horas que está faltando um dirigente para peitar o larápio na saida para o intervalo, intimidando o filho da puta para que o mesmo não meta a mão e se sinta na obrigação de maracar um penal para o tricolor também.

Mas o mais deplorável da noite foi a chuteira rosa do pederasta passivo do Ricky. KKKKKKKKKKKKKK que mais bicha. E o fato triste foi que teve um jogador do Grêmio que estava de cadarços rosas, mui estranho isso, não lembro quem era mas deve ser tomada alguma atitude quanto a esse ato de viadagem explícita. Chuteira só tem de uma cor: PRETA. O resto é coisa de viado. E tenho dito.

Gus Dreyer disse...

Que noite a de ontem! Renato prova que a torcida estava certa, ele vai lá e resolve, sem frescura!

Nosso ilustre gremista Felipão aplica nos habitantes ribeirinhos uma chapuletada!

Noite memorável, irmão tricolores!

neca disse...

Exatamente o que comentei ontem "um revival do lado esquerdo de 2007". Desde que o Lucio voltou, não tinha visto ele assim, com o mesmo futebol de 2007. Pra mim, um dos melhores em campo. E como disse o Renato, o melhor jogo desde que ele chegou.
Agora só vai!

Snel disse...

Chuteira só tem de uma cor: PRETA. O resto é coisa de viado. E tenho dito.

Esse é o ÚNICO pensamento possível.

..... disse...

Acho que a melhor coisa de ontem foi que o São Paulo só deu um chute a gol, e nós jogávamos desfalcados na defesa, com três peças novas. Não houve reação do SPFW - foi um chute e um pênalti achado. Acho que é por isso que não houve chiadeira no estádio.

Vamos torcer para que esse comportamento siga se repetindo. E vamos brigar por todos os pontos possíveis. O resto só o tempo é que vai dizer.

Saludos,
Fagner

Um dos que nunca pensou que o Renato daria a resposta que está dando e agora acha que ele deve ser o Alex Ferguson do tricolor com um contrato vitalício e carta branca (contratou melhor que TODOS os últimos diretores de futebol do tricolor).

Minwer disse...

Tchê Fagner,

No meu rascunho, cheguei a escrever que o Renato deveria virar o Alex Ferguson gremista e só tirei porque pensei melhor e vi que era empolgação do momento. Mas se ele continuar assim, quem sabe hein?

Saludos