terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

De tudo, um monte

Mesmo que muitos blogueiros, torcedores, diretoria, jogadores, enfim, todos que fazem parte desse mundo imortal. Mesmo que todos esses já tenham dito o quanto estão contentes e confiantes nessa nova fase do Tricolor da Azenha, coloco-me no direito de fazer o mesmo.

Pontuando alguns ítens desse início de temporada podemos ver claramente a franca evolução da instituição Grêmio em relação ao nosso passado nem tão recente.

1 - A confiança da torcida no Santo
O Portaluppi tem tomado decisões que eu, não poucas vezes, questiono. Quando vi, na escalação para a estréia na fase de grupos da LA, o nome do Gilson na lateral esquerda eu questionei. Como já questionei (que o Snel me perdoe) a escalação do Paulão. Como questionei a contratação do CA19 e do Vinícius Pacheco. Mas somente vendo pelo primeiro exemplo: Renato, através do seu lateral esquerdo, me calou bonito em dois lances cruciais. Num contrataque do Oriente Patrolado que fez cada Tricolor no estádio prender a respiração, o Gilson cruzou o campo numa velocidade que lembrou Usain Bolt para, de carrinho, cortar o chute. E no outro lance, Gilson muito bem colocado, aproveitou a falha do goleirinho (falha essa que lembrou os tempos áureos dos goleirinhos daquele time da beira do lago ali) e guardou. Não estou pregando o nome do Gilson como melhor lateral esquerdo do mundo, só quero dizer que o Renato agiu certo mantendo ele no time enquanto muita gente (inclusive eu) desconfiava e já questionava.

2 - O lançamento do #novomanto.
Começando pelos anúncios: como diretor de arte meia boca que sou mas já com alguma cancha eu posso dizer: ducaralho. Pergunto a vocês: há quanto tempo não se via um anúncio tão afudê assim do Grêmio? Muito bom mesmo. Parabéns pra Topper e pra Talent.
A festa: não compareci, mas acompanhando pela Grêmio TV e lendo relatos de colegas blogueiros posso afirmar: SPFW invejou. Queriam ter feito igual.
O #novomanto: apesar de, no início, achar que o contorno azul no patrocinador não tinha ficado legal, olhando com um segundo olhar, vi que esse contorno tirou o foco do patrocínio. Posso dizer que achei a melhor camiseta do Grêmio com certeza desde a de 2005.


3 - Os resultados em campo
Não dá também pra gente se basear em Ruralito e em estréia na Libertadores contra Liverpool e Oriente. Mas dá pra ver que tem coisa aí meu amigo. O time ofensivo sem o Adílson no meio não me deixa muito confortável. Mas quem sou eu pra questionar mais uma vez o Santo que já me calou em tantas oportunidades? Sério, já tem time demais retrancado em Porto Alegre. Tenho certeza que o Renato vai saber como jogar na hora de retrancar o time.


4 - As coisas que deram certo dando errado
Ronaldinho.


5 - As contratações
Ano passado vieram Paulão, Clementino, Gabriel, Vilson... Só pra citar alguns que o Renato trouxe e que foram cruciais para a arrancada do Grêmio no segundo turno do Brasileiro. Em nenhum deles, salvo Gabriel, a torcida tinha muita confiança. Nenhum deles era "A" contratação. Nenhum deles lotou aeroporto. Mas quem disse que precisa lotar aeroporto pra ganhar jogo? Nós ganhamos. E ganhamos bastante. Agora vieram: CA19, Vinícius Pacheco, Escudero, Rodolfo. De novo, só pra citar alguns. Quem sou eu pra dizer que, um deles não é a cara do Grêmio como o Meira dizia? Quem sou eu pra queimar um deles e dizer que esse ou aquele não joga bem, quando o Santo confia que eles façam a diferença? Confio mais no Santo do que em mim nesse momento.

Enfim gente, acabei escrevendo demais. Só peço licença pra escrever mais uma coisa. Uma coisa que eu sempre digo e que, cada vez mais eu e todo o resto do mundo gremista quer:

PRA CIMA DELES, GRÊMIO!


Lembrando: já deu teu lance? A gurizada agradece.

9 comentários:

luis disse...

ARENA GREMIO SKYSCRAPERCITY page == 152 okkkkkkkkkkk . SERA GIGANTESCA ne . OLHEMMMMMMMMMMMMM . valeuuuuuu .

JK_SoNGoD disse...

Sem comentários, falou tudo!

PRA CIMA DELES, GRÊMIO!

Fagner disse...

Dewes, jogo no teu time: acredito mais no Santo do que em mim mesmo.

Saludos,
Fagner

Bu disse...

Porque alguém tem que lembrar das coisas ruins: a saída de Jonas.

No mais, 100%.

Dewes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dewes disse...

Não quis falar sobre a saída do Jonas. Ele não teve muito caráter com o Grêmio (pra falar sem perder a educação). E por ele não ter essa qualidade esencial em um jogador do Imortal, eu não lamento a saída dele. Jogadores assim, quero longe, bem longe do meu time.

G Vermes disse...

Tchê!

Me deixou feliz teu post. Assim como o Grêmio o tem feito. É até uma pena eu dizer sobre algo tão mesquinho que hoje me deparei e compartilho.

Na zero hora o descomandante Celso Roth fez disse:

"É normal o campeão da Libertadores ser cobrado... Já aqueles que não ganham nada, qualquer coisa está bom"

Cara, não vou nem apelar e dizer em falta de respeito com o clube que já deu seu ganha-pão, porque afinal, por esta fase eu também o desrespeitei como técnico, que fase!

Mas enfim eu também não o respeito como homem pois o moleque está sempre se desculpando como parte onde diz "defensivista como sou, ganhei uma libertadores com um meia de volante". Tem delírios o menino, de que ganhou presente feito.

É claro que é bom ver o Renato lá na casa e acho que futebol é para ser assim mesmo como ele tem pensado, sem medo!

Os medrosos então que fiquem no cocô-irmão. Mas aquela desgraça não me fará feliz. Não enquanto eu tenho um time que me faça isto, orgulhoso em ser gremista e peleando!

Beunas, meu desabafo.

Abraços a todos.

Dá-lhe Grêmio!

Eduardo disse...

4 - As coisas que deram certo dando errado:
Ronaldinho.
Jonas.

Marcos Vinícius disse...

Quanto a parte que menciona no item 3 sobre time ofensivo, tenho uma dúvida.

Por que no RS temos essa mania de querer time mais fechadinho? Cara, nosso time tem qualidade e os melhores tem que jogar.

Santos campeão com Arouca, Wesley, Ganso, Neymar, Robinho e Andre.

Por que não podemos jogar assim? Não digo com 3 atacantes, mas está claro que não precisa 2 volantes de origem pra ganhar. Nada contra o Adilson.

Abraço!