quinta-feira, 4 de março de 2010

Do pouco que vi...

Mário e suas COSTILLAS Menen Style, saúda o gol 
do debutante Edílson, observado por Hugo.

Vida de publicitário às vezes é dura. Dura ao ponto de te fazer chegar em casa com a bola rolando. Mas tudo bem, há de se ralar hoje pra descansar amanhã, já dizia meu avô. Então, ontem, cheguei em casa em cima do laço. Banho, petiscos, cervejinha, e bora pra frente da tv, acompanhar mais um episódio do Yedão 2010, agora pela Taça MAIOR DO MUNDO. No que ligo a TELEFUNKEN 12 canais da sala, o Grêmio fez o segundo. BUCHA. Numa arrancada que culminou com um cachetazo de um dos estreantes da noite, Edílson. O cara que chegou e ninguém dava nada pra ele; mostrou um futebol muito maduro, seguro, de marcação e movimentação e voluptuoso apoio. Mas ainda acho prematuro avaliar ele, visto que era seu primeiro jogo e contra um time que beira a podridão.

Já o segundo debutante da noite, o zagueiro Rodrigo jogou um futebolzinho bem abaixo da média. Parecia que não queria se complicar. E por muitas vezes quase complicou, com umas recuadas INSANAS pro Victor. Victor esse que vem, dia após dia, num CONSÓRCIO de CANONIZAÇÃO, de tantos milagres que opera. Mais que um goleiro.

O meio, com W. Magrão fazendo a primeira função, que não é a dele, e tendo Fábio Rochemback arrastando as havaianas na segunda función, não deu liga na primeira etapa. E por vezes se EMBANANOU com a impetuosidade de Miro Bahia (o carinha dos zoinho de cachaceiro e trancinhas estilo Cumpadre Washington dos velhos tempos) e do rapazinho que marcou pro Periquito da terra do Fumo (uma veiz nóis fumo lá, piadinha cretina). Já na segunda etapa, com a entrada de Adílson Quechudo, o meio ficou à feição do Grêmio. Com W. Magrão, mesmo sendo  burocrático e me dando nojo, na segunda função, o Grêmio enfim obteve o control da meia cancha.

Daí pro terceiro foi um abraço, mesmo que depois de 467 tentativas de Hugo, Maílson (o filho do Seu Mail), W. Magrão, Loco Fernandez... Num cruzamento que em primeiro momento AMALDIÇOEI o Edílson por fazê-lo pra dentro da área, visto que tinha um dos nossos mais de livre que peido em bombacha, mas ele achou o Jonas em condição de arrematar DE GARRÃO pra dentro do gol. E daí, tome dancinha REVOLTANTE do Jonas. Ah, o ataque foi formado por Jonas Dançarino e William Batoré. Este último ficou brincando de PINBALL HUMANO, trombando com todos, inclusive a bola. É bem ruinzinho o sujeito.

Enfim, complementando o título do texto: ...gostei, mas dá pra melhorar MUITO.

8 comentários:

Ducker disse...

Acabei de postar isso em outro blog:

O Jonas tinha que ser multado pela direção a cada vez que realizasse aquela dancinha mangolona dele… Chega a ser constramgedor para o torcedor. Eu vejo ele fazendo gol e já fico apreensivo com o possível ato ridículo que ele possa vir a fazer.

Gostei do Edílson. Fernando tinha que começar uns jogos de titular pra ver se o guri cresce mais com sequência de jogos. No mais, comncordo muito com outro comentário: O Grêmio parece jogar de acordo com o nível do adversário.

Renato disse...

Só espero que se dêem conta logo que FRochemback NÃO É SEGUNDO VOLANTE, mas sim um terceiro de meio-campo. Assim como WMagrão NÃO É PRIMEIRO VOLANTE, mas no mínimo um segundo (podendo, até jogar como terceiro).

Ou seja, Roca disputaria vaga no time com o Maylson, nos moldes do que foi levado à campo ontem.

E Rodrigo, pra mim, mostrou falta de ritmo de jogo. Mas também mostrou que tem cancha pra ser patrão de área. Não alivia nunca.

Marlon Abrahão disse...

Os melhores textos desse blog são desse demente.

..... disse...

Ô Renato, na terceira função o Rochemback é banco da minha avó de muleta. Por isso colocam ele na segunda função. E ele sempre jogou de segundo volante: na seleção sub-20 mais peleadora que o Brasil já teve (o que não deixa de ser assombroso) que tinha um expulso por jogo (quando não eram mais), os dois volantes eram Eduardo Costa e Fábio Rochemback. Ainda acho que a melhor solução que temos é Magrão e Adilson. Mas eles precisam jogar umas três partidas para dar liga. Os dois são meio faísca atrasada.

Ainda estou secando as lágrimas de tanto rir, mas, infelizmente, o Snel fez a melhor definição da atuação do nosso centro-avante ontem. Não me lembro de ele ter sido tão ruim assim contra o Grêmio no ano passado. Oremos.

Saludos,
Fagner

Miguel disse...

Vamos ver se o Jonas vai começar a honrar toda a novela que ele proporcionou. Pelas cláusulas e duração do contrato, tá na cara que a direção espera vendê-lo ainda no meio do ano. Daí... Mithyuê e Borges é o meu ataque!

Eu ia reclamar(como sempre) do Rochemback... mas acho o Hugo mais digno de reclamação: molenga, dorminhoco e sem esforço. Num lance ontem, ele tocou pra outro jogador(acho que era o Batoré), que sofreu a carga e caiu... daí o Hugo ficou de braços abertos reclamando enquanto o jogador do Avenida passava DO LADO dele. Depois que ele passou, o Hugo foi atrás CAMINHANDO.

De qualquer forma, a piadinha(infame) com o nome do Maylson me lembrou de que o Grêmio é o time mais NÓRDICO do campeonato... temos Maylson, Joílson, Edílson, Adílson e Bergson

Menezes disse...

O Jonas tinha que ser multado pela direção a cada vez que realizasse aquela dancinha mangolona dele [2]

..... disse...

Menezes, ele disse que a mãe dele tinha proibido no ano passado. Vamos ter que entrar em contato com ela pedindo esse favor novamente.

Miguel, infelizmente, o Hugo sempre foi assim. Joga muito com a bola no pé, mas dorme de vez em quando. O Gilberto também era assim, o Souza também.

Saludos,
Fagner

Miguel disse...

Nem acho que o Hugo jogue MUITO... ele 'joga'... nem pro 8, nem pro 80. Ele bate bem na bola, mas não tem velocidade(perdia pros zagueiros do Avenida, ao menos), nem corpo(o que até seria bom se nossas cobranças de falta estivessem perigosas). Parece que ele só entra compromissado quando quer provar alguma coisa(tipo aquela história da grife), daí entra no decorrer do jogo e faz algo útil. Mas o que eu não gosto dele é essa apatia, não somente na marcação, mas no geral... ele tem um semblante preguiçoso. Não é mau jogador... mas acho que seria reserva do Maylson em um meio campo com Douglas e Maylson na frente.