segunda-feira, 3 de maio de 2010

Perdemos a batalha, mas ganhamos a guerra.

Eu sempre achei essa frase um tanto absurda, mas finalmente ela fez sentido.

O titulo conquistado ontem teve sua importância: tira a nhaca braba dos útlimos anos, e mantém uma falsa esperança de que os reféns de 2006 possuem um time e, mais importante, um técnico e um goleiro de confiança.

Mas, pra mim, é só.

Não consigo me empolgar tanto assim. Porque pra mim, o GREnada de ontem foi muito parecido com os últimos 10 GREnadas disputados.

Tivemos superioridade, não tivemos efetividade. Com exceção de um ou outro GREnada, como aquele de Erechim que o Roto inventou mais que devia, ou o jogo de vinda no Aterro, onde aliamos superioridade com humilhação, mais uma vez jogamos melhor mas não convertemos isso em um resultado positivo.

Isso só me prova que, ou caimos num coitadismo nos últimos anos, ou sofremos com uma demasiada maré de sorte vermícula. Independente do motivo, este é um problema interno nosso, digno de divã.

Passamos os útlimos anos quase ganhando o Brasileiro, quase ganhando a Libertadores. Mas, ao mesmo tempo, quando a final era contra os aterrados, mantinhamos vantagem. (Pra entender, clica no post do Renato). As competições eram muitíssimo mais importantes, qualquer vitória nelas nos alçaria mais uma vez às alturas. Mas esquecemos do dever de casa.

Será que é só culpa de uma gangorra? Ou nos útlimos anos nós bebemos tanto Activea com J.Walker que, na hora da análise fria dos números, nos vimos carentes de títulos, mesmo um tanto desprezados por competições mais importantes - como o GauchãoLab?

Independente disso, estamos felizes. Só acho que felicidade e euforia não combinam tanto com o título de ontem.

Deu pra tomar umas cervejas, rir do que acontecia na Goethe, pagar 4 reau o latão, e só.

Quando conquistarmos o Penta, aí me cobrem o contrário.

4 comentários:

Renato disse...

E não deixa de ser curioso observar: Fernando Carvalho e Vitório Piffero NUNCA ganharam um título sobre a gente.

Matias - Administrador disse...

Morangos ganham outra tríplice coroa: vice da Copa do Brasil, vice do Brasileirão e vice do Gauchão!

Matias - Administrador disse...

Morangos ganham outra tríplice coroa: vice da Copa do Brasil, vice do Brasileirão e vice do Gauchão!

Miguel disse...

Tudo pra dar uma moral pro Fossati e garantí-lo por mais uns jogos! Tanto é que, depois do gol delas, nem chegaram mais no ataque.