terça-feira, 15 de março de 2011

Jornalismo estúpido

Mais uma vez, a nossa incrível imprensa está fazendo barbeiragens. Com o tal "racha" na beira do lago, que ameaça o "estádio da copa", mais e mais jornaleiros estão se voltando ao modelo de gestão da Arena e metendo os pés pelas mãos. A última foi do Sul 21, um portal de notícias novo que queria ser o mais isento e moderno do Rio Grande do Sul. Eu dou a eles o título de mais preguiçosos: disseram que os treinamentos na Arena estão vetados e o Grêmio cedeu uma área para eles construirem os prédios residenciais.

Uma olhadela rápida no excelente material que o Minwer produziu nos tempos da "concorrência", quando era colunista do Grêmio no GE, faria esse repórter não passar vexame. Da próxima vez, sugiro a ele que fale com um gremista, e não só com aqueles que estão desesperados com seu próprio futuro. Dessa briga a gente já passou.

Para quem quiser mais, seguem os links das perguntas ao Adalberto Preis:
Parte 1, parte 2, parte 3, parte 4, parte 5 e final.

Como diria o Amarante: de onde você tirou isso então? ahhhhh....

3 comentários:

Um por Todos disse...

Fagner, eu invejo a categoria do Rodrigo em responder pro cara na maior calma, na maior tranquilidade e liquidar com o reporter burro-preguiçoso. É exatamente isso que acontece no futebol a torto e a direito, muito mais pro lado do Imortal. Polêmica, tititi, exagero, factóides, tudo se justifica para um pretenso "aumento da audiência". Nojento isso.
Abração,
Mosq.

Despluggado disse...

Uhuahuahuahuahuha só hoje fui ouvir a resposta do Amarante. Muuuito boa.
Mas atentemos à um detalhe importante; onde há corrupção, por exemplo, é porque houve um corrupto e um "corruptor".
Com frequencia deparamos com informações trazidas por meios de comunicação, que foram levianamente ou supostamente vazadas por pessoas ligadas ao clube de alguma forma. Basta lembrar que o próprio Renato, O Santo, ao final do ano, mandou um "cala a boca" público durante uma entrevista.
Ou seja, talvez de Santo nesta relação, só o Renato; se tanto.
Mas o reporter aqui foi preguiçoso, sem dúvidas.

Fagner disse...

Eu também. É o meu vídeo preferido. Disse tudo o que eu queria dizer sem usar as palavras de baixo calão que eu usaria.

Saludos,
Fagner